Prevenção, diagnóstico, tratamento e rastreamento de cerca de 800 tipos de câncer.

Com estrutura, fluxos e atendimento especializado e exclusivo para pacientes oncológicos, o Hospital Integrado do Câncer (HIC) possui entrada independente e se localiza no Mater Dei Contorno. 

 

O HIC atua de forma integrada com toda a Rede Mater Dei de Saúde oferecendo atendimento humanizado ao paciente e seus familiares. O hospital possui um parque tecnológico que possibilita atendimento clínico, ambulatorial e realização de exames em um só lugar. Está inserido em uma estrutura multidisciplinar que possibilita que, caso necessário, médicos de outras especialidades como urologia, ginecologia, mastologia, nutrição, dentre outras participem do tratamento oncológico trazendo mais segurança e conforto ao paciente. 

 

O atendimento integrado do HIC se estende também às outras  unidades da Rede Mater Dei de Saúde, sendo possível encontrar atendimento ambulatorial nas unidades  Mater Dei Santo Agostinho e Betim-Contagem.

O Hospital Integrado do Câncer, situado no Mater Dei Contorno, é um modelo referência que acolhe os pacientes em um momento delicado, tendo como foco o tratamento oncológico individualizado e humanizado. 

O câncer em números

O câncer é o principal problema de saúde pública no mundo e já está entre as quatro principais causas de morte prematura (antes dos 70 anos de idade) na maioria dos países.
  • O câncer no mundo
  • O câncer no Brasil
  • Homens
  • Mulheres
  • Tipos de Câncer

O câncer no mundo

A mais recente estimativa mundial, ano 2018, aponta que ocorreram no mundo 18 milhões de casos novos de câncer (17 milhões sem contar os casos de câncer de pele não melanoma) e 9,6 milhões de óbitos (9,5 milhões excluindo os cânceres de pele não melanoma).

 

O câncer de pulmão é o mais incidente no mundo (2,1 milhões), seguido pelo câncer de mama (2,1 milhões), cólon e reto (1,8 milhão) e próstata (1,3 milhão).

O câncer no Brasil

Nos dias atuais o câncer representa 16% de todas as mortes no Brasil, sendo superado apenas pelas doenças cardiovasculares, com 117.477 mortes em homens e 107.235 mortes em mulheres em 2018.

Homens

A incidência em homens (9,5 milhões) representa 53% dos casos novos. Os tipos de câncer mais frequentes nos homens foram o câncer de pulmão (14,5%), próstata (13,5%), cólon e reto (10,9%), estômago (7,2%) e fígado (6,3%).

Mulheres

As mulheres representam 8,6 milhões (47%) dos casos novos. As maiores incidências
foram câncer de mama (24,2%), cólon e reto (9,5%), pulmão (8,4%) e colo do útero (6,6%).

PRINCIPAIS TIPOS DE CÂNCER

Saiba mais sobre os cinco tipos de câncer que mais acometem pessoas no Brasil. 

Câncer de pele

 

O câncer de pele é o que acomete mais pessoas em todo mundo, de acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), que apontam que ele corresponde a 27% de todos os tumores malignos no Brasil. Apesar da mortalidade causada pelo câncer de pele não ser alta (principalmente em comparação a outros tipos de câncer), é importante estar atento aos meios de prevenção. 

 

A exposição frequente e prolongada ao sol é o principal causador do câncer de pele, pois deixa a pele exposta à radiação solar. O sol nos horários certos é muito importante para a captação de vitamina D e para o humor, no entanto, é preciso evitar a exposição nos horários entre 9h e 16h, pois a radiação solar é maior. Este tipo de câncer, que é mais comum a partir dos 40 anos de idade, tem para além do sol outros fatores de risco como: tratamento com imunossupressores, albinismo, olhos e pele clara, vitiligo e histórico familiar da doença.   

 

Para saber mais sobre prevenção, sinais, rastreamento e tratamento confira o conteúdo completo:

 

Câncer de mama

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), mais de 66 mil casos novos de câncer de mama estão previstos para cada ano entre 2020 e 2022.
 
A campanha do Outubro Rosa cumpre um papel indispensável, que é alertar a mulher para a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. De acordo com o médico mastologista, coordenador do serviço de Mastologia e Presidente da Rede Mater Dei de Saúde, Henrique Salvador, “o câncer de mama é o câncer que mais acomete a mulher brasileira, alguns deles são detectados em estágios mais avançados, e por isso é muito importante que a mulher invista em seu autocuidado, aprenda a se apalpar para ver se existe alguma alteração na mama como nódulos, assimetrias, retrações de pele e mudança de cor. Esses são os achados mais comuns que servem de sinais de alerta nessas situações”, afirma. É importante também, segundo o mastologista, as consultas periódicas ao médico de confiança. 
 
A tendência hoje é que o tratamento do câncer de mama seja multidisciplinar, com uma série de profissionais trabalhando em conjunto. A equipe da Rede Mater Dei atua de maneira integrada, com mastologia, oncologia, radioterapia, oncogenética, psicologia, fisioterapia, médico nuclear e cirurgião plástico, de maneira a oferecer assistência completa e efetiva.

 

 

Câncer de próstata

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, e é considerado  um câncer da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. 
 
A mortalidade do tumor acomete cerca 13,3% dos homens diagnosticados, alertando sobre a importância do diagnóstico precoce da doença. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), 90% dos casos de câncer de próstata podem ser curados se diagnosticados em seu estágio inicial.  
 
Pacientes com suspeita ou já diagnosticados com câncer de próstata contam com atendimento multidisciplinar e integrado na Rede Mater Dei de Saúde, específico para esse tratamento. O Mais Saúde Mater Dei possui o Núcleo Integrado da Próstata (NIP), que disponibiliza, em um único atendimento, equipes de Urologia, Radioterapia e Oncologia Clínica da Rede.

Para saber mais sobre prevenção, sintomas, rastreamento e tratamento confira o conteúdo completo:

 

Câncer de intestino

O câncer de intestino, também conhecido como câncer de cólon e reto ou câncer colorretal, é a segunda causa de óbito por câncer no Brasil segundo o médico coordenador do Serviço de Endoscopia do Mater Dei Santo Agostinho, Geraldo Lima.
 
Por isso, a prevenção, pela ressecção de pólipos, principal via de transformação para o câncer colorretal, ou a detecção precoce do câncer são indispensáveis para  a prevenção ou tratamento da doença. Ele conta que o rastreamento da enfermidade é recomendado a partir dos 50 anos, ocasião em que é possível  encontrar pólipos colorretais. Os pólipos são pequenas tumorações ainda benignas que se formam na superfície mucosa do cólon ou do reto. “Na fase inicial, a gente consegue tratá-los, retirá-los, evitando que futuramente o paciente venha desenvolver o câncer do intestino grosso”, aponta ele.

 

Para saber mais sobre sinais, sintomas e rastreamento confira o conteúdo completo:

 

Câncer de pulmão

Dados do Instituto Nacional do Câncer - Inca indicam que em 90% dos casos diagnosticados, o câncer de pulmão está associado ao consumo de derivados de tabaco, além de ser o mais comum de todos os tumores malignos, apresentando aumento de 2% por ano na sua incidência mundial. 
 
Não existem dúvidas de que o câncer de pulmão é melhor tratado por equipe multidisciplinar e integrada. Dessa forma, a partir de reuniões e discussões do caso podemos traçar qual melhor tratamento e programar a melhor forma de acompanhamento. Um diagnóstico precoce da doença é fundamental para o tratamento bem-sucedido e cura
 
Quando o câncer de pulmão apresenta sintomas, muitas das vezes, já é uma doença localmente avançada e, portanto, com tratamento um pouco mais complexo. Fique atento a sintomas como:
 

  • Tosse persistente
  • Hemoptise (expectoração com raias de sangue)
  • Dor torácica dispneia (falta de ar)
  • Perda ponderal

 

 

Confira abaixo os principais tipos de câncer e sua incidência em homens e mulheres no Brasil.

PELE

Homens: 83.770

Mulheres: 93.160

MAMA

Homens: -

Mulheres: 66.280

PRÓSTATA

Homens: 65.840

Mulheres: -

CÓLON E RETO

Homens: 20.520

Mulheres: 20.470

PULMÃO

Homens: 17.760

Mulheres: 12.440

GÁSTRICO

Homens: 13.630

Mulheres:  7.870

COLO DO ÚTERO

Homens: -

Mulheres: 16.590

CAVIDADE ORAL 

Homens: 13.360

Mulheres:  4.010

TUMORES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL

Homens:  5.870

Mulheres:  5.220

LEUCEMIAS

 

Homens:  5.920

Mulheres:  4.890

ESÔFAGO

 

Homens:  8.690

Mulheres:  2.700

LINFOMA NÃO-HODGKIN

 

Homens:  6.580

Mulheres:  5.450

TIREÓIDE

Homens: 11.950

Mulheres:  1.830

BEXIGA

Homens:  7.590

Mulheres:  3.050

LARINGE

Homens:  6.470

Mulheres:  1.180

CORPO DE ÚTERO

Homens: -

Mulheres:  6.540

OVÁRIO

Homens: -

Mulheres: 6.650

LINFOMA DE HODGKIN

Homens:  1.590

Mulheres:  1.050

INFANTIL

Meninos: 4.310

Meninas: 4.150

Teste seus conhecimentos!
Você acertou!

O câncer representa 16% de todas as mortes no Brasil, sendo superado apenas pelas doenças cardiovasculares, com 117.477 mortes em homens e 107.235 mortes em mulheres em 2018.

Voltar à pergunta
Você errou!

O câncer representa 16% de todas as mortes no Brasil, sendo superado apenas pelas doenças cardiovasculares, com 117.477 mortes em homens e 107.235 mortes em mulheres em 2018.

Voltar à pergunta

Inovação no tratamento do Câncer

  • Onco-hematologia
  • Oncopediatria
  • Oncogenética
  • Cardio-oncologia
  • Oncofertilidade
  • Uro-oncologia
  • Cirurgia Oncológica

Diagnóstico e tratamento dos tumores onco-hematológicos como leucemias, linfomas, mieloma múltiplo e outros, disponibiliza toda a tecnologia e métodos inovadores de Transplante de Medula Óssea.

O câncer infantil é definido como qualquer neoplasia maligna diagnosticada em indivíduos até 19 anos de idade. Em torno de 13 mil novos casos de câncer ocorrem em crianças, a cada ano. Foi reservada uma área para o tratamento interdisciplinar e profissionais do câncer infantil com taxas de cura que atingem 85%.

 

O Hospital Integrado do Câncer Mater Dei conta com uma equipe multidisciplinar para os tratamentos da criança e do adolescente com câncer, que auxilia no acompanhamento diário, na avaliação e no acolhimento desses pacientes.  A equipe multidisciplinar que a Rede oferece conta com várias especialidades médicas para cada caso, como a equipe da fisioterapia, da fonoaudiologia, odontologia, psicologia, nutrição, entre outras.

Avaliação, acompanhamento clínico para rastreamento e predisposição ao câncer, identificação de possíveis doenças hereditárias e orientação. Possibilidade de realizar medidas de detecção precoce e intervenções médicas imediatas, se necessário, além de aconselhamento dos parentes dos indivíduos acometidos.

Associa a cardiologia à oncologia para reduzir os efeitos adversos cardiovasculares, obter melhores resultados no tratamento oncológico e monitoramento da saúde cardíaca desses pacientes antes, durante e após o tratamento oncológico.

Preservação da fertilidade de pacientes em tratamento oncológico

 

Auxílio para assegurar a preservação e manutenção da fertilidade, com orientações sobre a eficiência do procedimento, consulta com o especialista em medicina reprodutiva e escolha do método mais adequado, que possa ser executado em tempo hábil e sem prejudicar a saúde do paciente. Atento ao aumento da incidência do câncer na população brasileira, o Mater Dei tem investido há 35 anos em estrutura física, tecnológica e em pessoas para o melhor atendimento aos pacientes. Recentemente inaugurado, o Hospital Integrado do Câncer foi idealizado a partir da demanda dos clientes oncológicos da Rede Mater Dei de Saúde. Só em 2015, foram mais de 25 mil atendimentos a pacientes com câncer – 59,5% mulheres e 40,5% homens - sendo cerca de cinco mil de urgência.

 

Qual serviço é oferecido na oncofertilidade?

 

O Hospital Integrado do Câncer oferece auxílio com orientações e esclarecimentos sobre a eficiência de cada procedimento, consulta com o especialista em medicina reprodutiva e escolha do método mais adequado, que possa ser executado em tempo hábil e sem prejudicar a saúde do paciente

Tratamento dos tumores malignos urológicos com abordagem multidisciplinar dos tumores de próstata, bexiga, rim, pênis e testículo, com redução das sequelas terapêuticas e maximização das taxas de cura e controle.

Sala Híbrida, com multiplicidade de recursos, e profissionais altamente qualificados para a realização de procedimentos complexos como a radiofrequência e radioablação, quimioterapia peritoneal hipertérmica e cirurgias conservadoras ósseas. Dispomos de técnicas cirúrgicas avançadas e minimamente invasivas como Cirurgia Robótica com o Da (robô) Vinci Xi e videolaparoscopia para tratamentos diversos. Os benefícios da cirurgia robótica:

 

  • Realização de cirurgias complexas menos invasivas e de forma mais precisa;
  • Menor sangramento;
  • Menor risco de lesões em nervos;
  • Menor dor e desconforto no pós-operatório.

 

Os movimentos do robô são controlados, de maneira remota, durante todo o procedimento por médicos cirurgiões treinados e capacitados para utilizar o equipamento.

Unidade de Transplante de Medula Óssea

Devido à carência de serviços de referência em transplante de medula óssea em Belo Horizonte e região metropolitana, a Rede Mater Dei de Saúde investiu em uma das mais sofisticadas unidades de TMO do país.

Criada para atender de forma integrada e completa à crescente demanda dos pacientes oncológicos, a Unidade de Transplante de Medula Óssea inclui:

 

  • Avaliação pré-transplante; 
  • Mobilização; 
  • Coleta e preservação de células progenitoras hematopoéticas; 
  • Administração de quimioterapia em altas doses;
  • Infusão das células progenitoras; 
  • Suporte clínico e intensivo durante o período de aplasia medular;
  • Suporte ambulatorial pós-transplante.


Com capacidade de oferecer todas as modalidades de transplantes, a Unidade de TMO da Rede Mater Dei conta com sete leitos especiais que foram projetados dentro dos padrões internacionais de qualidade.

 

Todos os quartos possuem ar-condicionado especial, filtros de ar, sistema de pressão positiva, reservatórios próprios de água que contam com esterilização periódica das canalizações, além de outros cuidados.

Essa estrutura foi idealizada e construída seguindo o mais alto padrão de qualidade para receber pacientes oncológicos de altíssima complexidade, garantindo que eles sejam atendidos da melhor forma possível e contribuindo com o sucesso do transplante.

 

Priscila Arcebispo​, médica e responsável técnica do Serviço de TMO da Rede

Núcleo Integrado da Próstata

Pacientes com suspeita ou já diagnosticados com câncer de próstata contam com atendimento multidisciplinar e integrado na Rede Mater Dei de Saúde, específico para esse tratamento.

 

O Mais Saúde Mater Dei possui o Núcleo Integrado da Próstata (NIP), serviço que disponibiliza, em um único atendimento, equipes de Urologia, Radioterapia e Oncologia Clínica da Rede.

 

O Núcleo Integrado da Próstata oferece:

  • Diagnóstico de precisão com serviço de anatomia patológica especializado em uro-oncologia;
     
  • Exame PET PSMA que aumenta as chances de identificação do câncer;
     
  • Radioterapia de excelência com técnicas de IMRT e IGRT que permitem com que possamos atingir o tumor de maneira precisa, protegendo os demais tecidos, poupando os pacientes de efeitos colaterais;
     
  • Cirurgia urológica avançada com laparoscopia e robótica;
     
  • Oncologia personalizada com tratamento de última geração individualizado para cada paciente.

Árvore da Vida

Pacientes do Hospital Integrado do Câncer agora contam com a Árvore da Vida, projeto que representa símbolo de superação para aqueles que venceram etapas do tratamento contra o câncer. Ao final do tratamento, os pacientes podem compartilhar mensagens de força e superação e deixar na Árvore da Vida. A iniciativa representa uma forma de florescer novamente para a vida e germinar esperança em outras pessoas.